Friday, January 22, 2010

Limites

Acordei. Abri os olhos lentemente. Estava sozinha e o computador ainda estava ligado.


Afinal não foi verdade. Pareceu. Sorri. A imaginação não tem limites e gosto assim.

Derrubar barreiras ainda que em sonhos.

Sabe bem.

Beijinho e até ao regresso,
Pekenina

4 comments:

Sofá Amarelo said...

E o melhor é transportar a imaginação para o real... porque para mim o real também não tem limites... basta querer com muita força e em especial acreditar e as coisas acontecem... não as coisas materiais, claro, as outras... essas que são fundamentais para respirarmos...

Muitos beijinhos!

Pekenina said...

SA: Não podia estar mais de acordo!! E as outras coisas... Essas são a essência do ser :))

Beijinho

MalucaResponsavel said...

às x acordo e tenho de parar uns segundos para saber se foi sonho ou realidade... bj

Pekenina said...

MR: Tão bem que te compreendo... Bj