Sunday, September 30, 2007

Simplesmente...tua


Quero poder gritar o quanto te adoro;
Quero poder dizer-te que estou a morrer de saudades tuas.
Esta mistura sensações: que me dá a volta ao estômago (que por vezes me retira toda a fome);
que me dá a volta à cabeça (quantas vezes só de pensar em ti perdi o raciocínio);
que me dá a volta à alma...
Permitiste que criasse uma força em mim que até agora desconhecia
Nunca julguei conseguir acreditar em algo assim:
acreditar em algo que ainda não existe
(existe "apenas" em nós)
e fazer tudo por tudo para que (mesmo que demore) as coisas aconteçam.
"Está quase"-repetes tu todos os dias...
E pergunto-me porque me parece sempre longínquo...
como se me fugisse por entre os dedos mesmo que tente agarrar...
Mas sei que vamos ser mais do que mensagens escritas,
mais do que e-mails que se conhecem.
Espero-te até um dia...
Um dia onde seremos um só.

"Because I can't stop loving you"
"We'll be there soon (...) Just me and you"

Da tua,
Pekenina

6 comments:

nanda said...

O destino aproveita sempre para nos provar o contrário das nossas crenças. O importante é acreditar, quanto ao resto ele encarrega-se disso. E quando acontecer espero que tudo corra pelo melhor, e que o vento nunca te leve as palavras antes proferidas :) Boa Sorte*

Fernando said...

Ufa! Passei pelo blogue "As minhas palavras", aproveitei a onda e fui entrando aqui. Posso continuar?

Pekenina said...

Claro que sim fernando. Espero que gostes =)

Fernando said...

Mas que romântica. Apreciei. Estou a adorar as minhas passagens por estas bandas. Olha que sou chato e vou continuar. Beijocas.

Fernando said...

ah! serei atrevido se lhe pedir para trocarmos emails?

Pekenina said...

Não quero que leve a mal, mas prefiro que fique um blog anónimo. Não é questão de achar atrevido, mas quero continuar a ser a pekenina ;) Quanto ao ser chato e continuar por aqui...força! Para isso é que existem os comments =)
Peço desculpa.
Beijinhos*