Thursday, July 22, 2010

Erros comuns I

Não pretendo com estes posts atacar ou ofender ninguém, mas sim esclarecer algumas regras da nossa escrita, assim como agradeço a quem me corrija se neste post notarem algum erro ortográfico ou gralha. smile_regular 

Uma ferramenta útil é este Dicionário que funciona para iPhone, iPodTouch, Windows Xp, Windows Vista (e Windows 7 também). Aos utilizadores de Macintosh prometo procurar algo parecido, caso tentem a aplicação para iPhone/iPod e não funcione.

Hoje escrevo sobre as diferenças entre á(s), à(s), há(s) e ah.

 

á: Esta palavra simplesmente não existe.

A única forma de a encontrarmos é nas seguintes formas verbais:
Dir-me-á(s) [e não dirá(s)-me – não existe], far-me-á(s) [e não fará(s)-me – não existe], etc…
Ver mais exemplos e explicação: aqui

 

ás: - Carta de jogo. (Ex: Eu joguei um ás de paus.)
       - Indivíduo de grande valor. (Ex: Ele é um ás a jogar ténis.)
       - No ténis, ponto directo obtido por bola de serviço que não foi batida pelo adversário.

 

à(s): Contracção do artigo definido “a” com a preposição “a”. (O “s” vem nos plurais, claro).

Ex: Fui às compras, mas a loja só abriu à uma da tarde, por isso só voltei às 15h.
Ex: Às vezes apetece-me…

DICA: O acento grave (`) utiliza-se SÓ nas seguintes sete palavras portuguesas:
à(s), àquele(s), àquela(s), àquilo.
Ex: Eu fui àquela loja, mas só abriu à uma da tarde.

 

há: Forma do presente do indicativo (3.ª pessoa do singular) do verbo haver. Muitas vezes o que acontece é trocar-se o “à” pelo “há”.

DICA: Para sabermos se se trata de há ou à (visto que “á” não existe) podemos substituir a palavra por “existe” ou “havia”.
Ex: Há muito tempo que não te via. (Havia muito tempo que não te via – Correcto).
Ex: Há tanta coisa para fazer!!! (Existe tanta coisa para fazer!!! – Correcto)
Ex: Há/À volta nem almoço, tal é a pressa. [Existe/Havia nem almoço, tal é a pressa – Não faz sentido, por isso a forma correcta é “À volta (…)”].

 

hás-de: Presente do Indicativo do verbo Haver.

Ex: Tu hás-de ler o blog, para entenderes.

DICA: Há-des ou Hádes NÃO EXISTE.
DICA: Hades é o Deus Grego do Mundo dos Mortos.

 

Ah: Interjeição exclamativa.

Ex: Ah! Esqueci-me de pedir-te um favor…

 

Não confundir as chamadas “gralhas”, erros de tipografia que podem bem acontecer a qualquer um com erros frequentes que de tanto se verem por aí, às tantas pode haver quem não saiba se é ou não correcto assim que se escreve.

Nunca esquecer que uma coisa é escrever bem (correctamente, sem erros ortográficos e afins) e outra é a arte de bem escrever (que é um conceito bastante subjectivo sobre o que se lê).

Exemplos baseados nos do blog: Em Português Correcto

 

Continua…

5 comments:

Mal Educado said...
This comment has been removed by the author.
Mal Educado said...

acabei de ter um esgotamento com tanto A

Pekenina said...

Mal Educado: A língua portuguesa (a que se fala e escreve, não a que está na boca) pode ser muito traiçoeira. Pensando bem até a da boca pode trair... Mas adiante!
Faltou esclarecer o "a ha ha ha" - forma escrita que identifica o riso :)))))

Welcome!!

Rei Lagarto III said...

Aqui está o que eu chamo: Serviço público :). Por vezes faz cá uma falta...

Pekenina said...

RLIII: Às vezes não custa nada e pode ser que faça a diferença :) Pelo menos se gostarmos da nossa língua...
Mais posts deste género virão.

Beijinho para ti