Tuesday, February 9, 2010

O Homem – Ser insatisfeito

MáscaraCasanovaEngraçado como é o Homem. Apesar de tudo ter quer sempre mais. É uma ambição e insatisfação constantes. Às vezes – se não mesmo a maioria delas – Apenas por mero capricho; outras por saber que aquilo que deseja é precisamente o que não pode ter. A procura constante por mais e mais e mais. O fruto proibido…

E às vezes pergunto-me se o fruto proibido não é exactamente o que, de vez em quando, todos desejamos. Pelo menos uma vez. Só para experimentar. Ou então talvez não. Ficarmos quietos no nosso canto e deixarmos que tudo não passe de uma imagem criada na cabeça – arriscar pode ter consequências que faça com que nada tenha valido a pena. Afinal tudo é bom quando está no plano dos sonhos. O real por vezes consegue desiludir bastante. Verdade?

E no entretanto o Homem balança-se entre quereres, deveres e poderes. Afinal a sociedade e as regras – hipócritas ou não - por vezes ajudam a manter os pés na terra e a deixar os sonhos onde estão…

Complexo? Difícil de entender? Também não procuro explicar…

Bahh… Desabafos. :))))

 

Beijinho,
Pekenina

 
 

Máscara de Giacomo Girolamo Casanova – Obrigada pela ajuda :)

10 comments:

doiSabores said...

É o que faz de nós seres tão interessantes...
A nossa complexidade... quando tudo pode ser tão simples...
Beijos

Pekenina said...

A tal área cinzenta, tão interessante e a tal balança imprescindível à Vida... :)
Será que querer ainda mais desequilibra a balança ou ela tem forma de se equilibrar de novo? Para pensar... :)

Beijo nem de menos, nem demais...

Rei Lagarto III said...

Será boa ideia deixar os sonhos onde estão?

Beijo

Pekenina said...

RLIII: Essa é a pergunta que faço, cuja resposta deixo cada um pensar para si. Eu já tenho a minha, em parte :)

Beijo

Shelyak said...

o Homem é um ser eternamente insatisfeito... por mais que tenha, quer sempre mais e mais...
:)

Pekenina said...

Shelyak: É esse mesmo o argumento do post. Fica a pergunta se vale a pena lutar pelo "mais e mais". Mas isso é para cada um pensar...
:)

Jaime Piedade Valente said...

O fruto proibido é muitas vezes o mais apetecido, mas sem normas não seria possível existir qualquer sociedade e sem sociedade nós não existiríamos também. Ergo...

Pekenina said...

Jaime: Verdade que somos dependentes uns dos outros como sociedade. Uns mais e outros menos, mas aquilo que é nosso e privado deve ou não ser levado avante tendo em conta o certo e errado a que desde sempre nos habituaram? Para pensar :)
Beijinho

Pedro Bom said...

Na qualidade de Homem, venho perguntar.. e a mulher não gosta também do risco, do fruto proibido? talvez se acanhe mais em alcança-lo!!
Acho que estás a generalizar quanto ao ser insatisfeito, eu só estou insatisfeito se não tenho exactamente o que quero!!

Pekenina said...

Pedro: Quando falo em Homem refiro-me ao Ser Humano pretendendo assim englobar homens e mulheres.
Logicamente que todo o texto é genérico e por isso ser apenas uma apresentação de um ponto de vista que pode ou não coincidir com o meu :)

Beijinho