Tuesday, December 1, 2009

Só a mim…

Hoje tive uma noite como há muito não tinha. Na semana passada adormecia muito tarde, mas quando me dava o sono, conseguia dormir umas boas horas de seguida. Desta vez foi o contrário. Adormeci pouco depois das 24h, mas acordei umas 5 vezes durante a noite. Todas em sobressalto, de coração a querer sair do peito.

Tive pesadelos atrás de pesadelos… Cada um pior que o outro! Já só queria era ficar acordada para não ficar com certas imagens na cabeça…
Aquilo que se vê (ou que se sabe) nunca se esquece. E com os sonhos/pesadelos não é diferente.

Depois da noite agitada, como cereja em cima do bolo, acordo por volta das 9h com o telefone a tocar. (Para quem não sabe eu DETESTO acordar com o telefone a tocar.)

Quem ler esta conversa vai pensar que o que aqui está escrito é fruto da minha imaginação ou que foi sonho. Posso garantir que todo o diálogo é verídico e tenho uma testemunha bastante credível. Cá vai…

-“Estou?”  - pergunto eu com voz tanto de sono como de irritada…
-“Estou, P., estavas a dormir?” – pergunta um homem (não um jovem, um HOMEM mesmo!) do outro lado, com uma voz que tanto parecia de sono como de tesão (não sei explicar, mas só para quem ouviu é que percebe.).
-“Não, não é de casa da P.. É engano.” – respondi eu sem querer acreditar na voz que tinha do outro lado…
-“Oh P. estás a brincar comigo… É a tua voz… Hmmmm… Estava com saudades de te ouvir.” – desta vez o tom de voz já nada tinha de sono!
-“Não estou a brincar não. Não sou a P.. Enganou-se.” – só queria rir de tudo aquilo.
-“Mas tens a voz igual à dela. Não pode ser. Acordei com imensa vontade de te ouvir, sabes?” – a esta altura fiquei com medo que ele começasse a fazer alguma coisa que eu DECIDIDAMENTE não queria ouvir…
-“Oiça, eu não faço ideia quem seja, mas eu NÃO SOU a pessoa para quem quis ligar. Veja o número para o qual ligou e vai ver que não é aquele para o qual quis ligar.”
-“Então… Fala o M.. Queria tanto ouvir a tua voz agora… Estou com saudades tuas…” – e oiço-o a respirar fundo…
-“Oiça veja lá para que número quer ligar porque não é este de certeza. E eu NÃO SOU MESMO a P….!” – já estava a ficar irritada com esta história toda, mais ainda com a insistência dele.
-“Ah, ok. Então vou ver o número. Bom dia.”

 

Só a mim...

Isto é normal?? É que a noite já foi o que foi e ainda consegui acordar com o telefone para ouvir uma coisa destas…

Eu devo mesmo ter feito mal a alguém na vida passada ou ainda estou a ser castigada por fazer birra em miúda por não gostar de ervilhas !

Eu bem digo que tenho sinas que nunca mais acabam… Humpf (aprendi esta contigo. Não quer dizer nada e no entanto diz tudo) :)

Já acreditas que isto nunca mais acaba?

Bom feriado…

 

Beijinhos,

Pekenina

2 comments:

Imperator said...

bem... mau feito quando se acorda já percebi que tens :P

agora toca mas é a animar que as férias do natal estão aí (férias para alguns que para outros... como eu... isso de férias é somente uma miragem)

beijocas

Pekenina said...

Não tenho não :) mas acordar com telefones não é bem a melhor maneira para começar o meu dia (depende obviamente do telefonema, claro...!)

E o dia de hoje correu tão bem que melhor não podia estar :)))

Férias?? Que férias?? É miragem para os dois, isso sim!

Beijos