Thursday, October 18, 2007

Perdoa-me


Habituaste-me mal durante aqueles dias em que estivemos juntos.
Pela primeira vez "caí em mim" e apercebi-me que tinhas mais companhia feminina além da minha. (Parece estupidez, eu sei, mas não consigo evitá-lo). Desculpa. Desculpa querer ocupar esse espaço tão sagrado que deve ser gerido por ti. Um espaço onde deve pertencer toda e qualquer pessoa que achas merecedora de tal honra. Um espaço que (ingenuamente) quis conquistar mais do que devia. Desculpa toda esta invasão.
Agora percebo o que queres dizer com "aquele medo" quando falava contigo. Talvez pensasses que não tinhas sido o único com hipóteses de me prender, mas és! E sim, eu sei que tenho as minhas amizades e não vou, não posso (nem quero!) impedir-te de ter as tuas com quem quiseres. A isso se chama dar espaço. Espaço que, a meu ver, preenchi demais. Mas se o fiz foi por ter medo: medo de te perder, medo de, por estar longe, pensasses que eu não te sentia. Mas este ciúme é precisamente a prova de que te quero, de que te sinto. Apenas dói e custa saber que há alguém (seja quem for) mais perto de ti do que eu. Sabes que confio em ti Pipoca, sabes que sim! E nada muda isso. Mas também sei que me compreendes. E agradeço-te por isso.
Este é apenas um dos motivos pelo qual acredito em nós: a compreensão.
Mas vamos provar à distância que nos separa e a todos os que não acreditam que somos capazes de ultrapassar tudo isto: os ciúmes, as noites sem falar, o corpo ausente. Mas amar é ser capaz de ultrapassar isto (e muito mais). E eu? Eu acredito que (juntos e apenas juntos) somos capazes.

Perdoa-me meu anjo.


Da tua,
Pekenina

6 comments:

as minhas palavras said...

perdoa a pipoca!

um bom fim de semana pipoquinha linda! =)

beijos

www.cantinhodapipoca.blogspot.com

as minhas palavras said...

ups, enganei-me!

www.cantinhodapipoca2123.blogspot,com ; assim é que é =P

Pekenina said...

=) Acho que criei alguma confusão. A pipoca não sou eu, mas sim a outra pesssoa a quem eu peço desculpa neste post. Continuo a ser a Pekenina =)

Only me said...

Por vezes a ausência e a distancia são as nossas melhores companheiras para olharmos e vermos o que nos faz falta, ajudam-nos a reflectir...em tudo.


Beijokas e bom FDS

writter_lovers said...

ás vezes é preciso saber dar algum espaço para nao sufocar e dar liberdade á outra pessoa..tenho a certeza k vais conseguir faze-lo..com diálogo tdo se resolve..passa no meu bj

MalucaResponsavel said...

"Apenas dói e custa saber que há alguém (seja quem for) mais perto de ti do que eu" - cm t entendo. bj