Monday, November 22, 2010

Onde está o acento?

Com o novo acordo eis uma frase que ganhará sentido:

“Para para pensar!”

 

(Não, não vou escrever sobre o novo acordo ortográfico. Dói-me a alma só de pensar nele…)

19 comments:

Kapikua said...

e: "de fato ele trazia um belo fato" ???

beijo grande e desacordado :)

Pekenina said...

Kapicua: "facto" vai continuar a existir e não vai ser substituído por "fato". Nesse caso o "c" lê-se e por isso a sua grafia mantém-se :)

Anyway o AO é atentado à nossa língua...

Beijinho :)

Kapikua said...

não mantém não!

pelo menos nos jornais que dizem já ter aderido ao acordo, facto vem sempre escrito sem "c".

Beijo grande

Pekenina said...

Então estão a escrever mal...

"Conservam-se ou eliminam-se, FACULTATIVAMENTE, quando se proferem numa pronúncia culta, quer geral, quer restritamente, ou então quando oscilam entre a prolação e o emudecimento: aspecto e aspeto, cacto e cato, caracteres e carateres, dicção e dição; facto e fato, sector e setor, ceptro e cetro, concepção e conceção, corrupto e corruto, recepção e receção;"

Retirado do portal da língua portuguesa, Base IV, alínea c).

Ou seja... É facultativo consoante a cultura da língua. Neste caso... Mantém-se :)

Beijinhos

Kapikua said...

se assim é, melhor!

em todo o caso para mim seria sempre assim!

toma lá mais uma beijoca

carpe vitam! said...

Qual é a dificuldade? o assento circunflexo também desapareceu da cor é não é por isso que eu deixo de saber de COR a COR das minhas unhas. ahaahha! Venha ele! Que faz o H no início das palavras? E todas as letras que não se lêem? Achas que esta grafia se vai manter até morreres? Qualquer coisa que a simplifique para mim é bem-vinda!

Maria said...

Pudesse eu e escreveria como escrevo: Português!
Vai ser complicado habituarmo-nos.

Rei Lagarto III said...

O acordo ortográfico só serve para baixar de repente a taxa de analfabetos do Brasil, burocráticamente.

Quem fala e escreve a lingua como deve ser ignora-o completamente.

Pekenina said...

carpe: Eu não sou completamente contra o acordo. Sou contra grande parte :)

Acho que se as palavras têm fonias diferentes devem ter grafias diferentes também.
O "h" não precisa de existir (na língua portuguesa) assim como o "ch" (para isso há o "x") ou o "ç" entre outros.
Simplificar? Claro que sim! Mas aí digo-te que sou a favor de se escrever como se fala. Era uma grande revolução se fosse eu a mandar, mas sempre na tentativa de simplificar, de tornar mais fácil a escrita.
Não me parece que este Acordo traga isso pois como está à vista palavras que são bem diferentes foneticamente escrevem-se da mesma maneira.
Isso sim, confunde! :)

Beijinho

Pekenina said...

Maria: faz como eu e escreve como achas mais correcto :)
Afinal de contas segundo as crianças as letras mais usadas na scrita portuguesa são o "k" ou o "x". Até fico doente...

Beijinhos :)

Pekenina said...

RLIII: primeiro uma pequena nota. Todos os advérbios terminados em "mente" não levam acento :)

Quanto ao teu comentário... Para que serve o AO eu não sei. Não sei quem foi a alma que se lembrou dele, mas enfim.
Se servir para simplificar a língua, para a tornar mais acessível, tudo bem. Mas não me parece...

Beijinho

dermatologistested said...

axo k n devemus dexesperar... ;)

Bianca said...

Bom, eu continuarei a escrever como sei, mal ou não, pouco me rala.
Beijinho

Pekenina said...

Quem escreve assim... ;)

Beijo

Dionísio said...

Bom blog!

MARIA MERCEDES said...

É interessante verificar que ainda não encontrei ninguém que escreva, prosa, poesia, contos, romances e sei lá que mais, que esteja de acordo com o acordo.
Depreendo que o acordo não é feito para quem escreve, mas para quem lê, mesmo que seja o jornal da bola.
Por mim, aplico o postulado, "A minha pátria é a minha língua", e como tal, se sou portuguesa, escrevo em português e não em portusil. E isto é um FACTO!

beijinho grande,
Maria

Pekenina said...

Saudosa Maria,
Será porque a maioria pensa que não vem simplificar nada? Será melhor falar como se escreve ou escrever como se fala? Enfim...
Portusil... Arrepiou-me! ;)

FACTO é (felizmente) uma das palavras que fica connosco! :)

Beijo grande grande!

Pekenina said...

Dionísio: Welcome! Obrigada e volta sempre :)

Beijinho

looking4good said...

Pois ... e como se distingue o presente do indicativo na primeira pessoa do plural do pretérito perfeito de alguns verbos? Também cai o acento no pretérito perfeito?
E como é que o Egípcio provém do Egito? O caso das palavras derivadas é sintomático da confusão. A ortografia deixa de ter fundamentação teórica. Tantos entendidos, tantas sumidades e tanta falta de critério...
Enfim... com tantos cursos por aí acho que vou tirar um pós-graduação em acordo ortográfico... ahahah. Continuação de uma boa semana, sem muito stress e com muitos sorrisos, flores e ...poesia!